Skip to main content

Posts

Featured

DECADÊNCIA DAS CONQUISTAS

DECADÊNCIA DAS CONQUISTAS
estou um nó neste lugar o que é ocasião de me ver em grande aperto e por este respeito todo o meu pensamento e o que mais sendo sério pude entesourar de tal contingência que por mim mesmo resolvi tentar meu exílio tem de largo e comprido a medida de uma vida sem paz
quando mudei o tempo concedeu-me alma nova pois nela não havia mais que pastor de gado sem remanso que fica preso à terra e à família e faz vistagrossa a outras terras e outras borrascas para as quais as gentes de mar vão em amanhecendo a pontos onde ninguém com sinais
agora acho-me num destes pontos e espanto o quanto posso a ponta de arrependimento que me chaga e embrulha-me semelhante a onda tive vista de muitos desesperos moribundos dobrando a vigilância baratas besouros e gafanhotos monstros pensativos pontas de lanças
noites que despertei alvoroçado ouvindo portas baterem ruídos passos ríspidos subirem a escada macas que exalavam mil gemidos sobrelevava a grita infernal medonha que fazia crer ali toda a selvageria do luga…

Latest Posts

em inglês, por favor

a espera dos mercados

pronunciamentos públicos

ÉPITAPHE

rubedo & rebojo

simplício

wwkkk

subir ao mural

a bordo

alguém virá