Posts

Showing posts from April, 2008

curso

Image
rosa maris: www.verbavisual.blogspot.com


Palavraria – Livraria-Café informa:

Abertas as inscrições para

QUADRO INCOMPLETO DA POESIA
MODERNA E CONTEMPORÂNEA


Com Ronald Augusto

A partir de 12 de maio de 2008 (12 encontros)
às segundas-feiras, das 19h30min às 21h,
na Palavraria – Livraria-Café

Informações & Inscrições:
Com Ronald Augusto,
ronaldaugustoc@yahoo.com.br
www.poesia-pau.zip.net

Neste curso teórico, embora mantendo distância segura daquele ponto em que a teoria começa a obstruir a fruição estética, Ronald Augusto convida os interessados (e os desinteressados) para um percurso não-linear através de temas como: tradição e vanguarda; poetas e poemas decisivos para arte da poesia nos dois últimos séculos, fracassos e sucessos exemplares no gênero; os dilemas entre espaço aberto e espaço fechado no poema; a relação às vezes controversa entre vida e linguagem; os lugares-comuns da poesia contemporânea, etc. Alguns criadores comentados: Luiz Gama, Charles Baudelaire, T. S. Eliot, Joan Brossa, …

primeiro mafuá de malungo

Image
Com a benção de Manuel Bandeira, o projeto Mafuá de Malungo começou, e muito bem. No último dia 9 de abril, a Palavraria - Livraria-café abriu suas portas para a artista visual e poeta, Dione Veiga Vieira, a convidada de abertura do Mafuá. A trajetória criativa de Dione Veiga Vieira, não sei se devido a essa condição privilegiada de criadora ambidestra - haja visto ser poeta e artista visual -, ou que outra explicação se tente, torna-se instigante, pois, sua confiança na autonomia da linguagem poética se revela tão jubilosa em sua luminosidade, que não é justo mostrar indiferença frente às imagens que povoam tanto suas obras plásticas quanto o seu Matiz de Estação (1983), infelizmente, diga-se de passagem, seu único livro até agora. O apetite demonstrado por Dione Veiga pelo poema na pele de coisa encarnada, em detrimento da tradição livresca que o apresenta como sublimação seja dos humores da emoção, seja dos labirintos da razão, talvez se explique pelo viés da porção artista visual …

a propósito de machado de assis

documento

san juan de la
cruz por conta do sono
nisso sua alma (alta ou
baixa? maria benedita)
risonha entre vivências a
serviço do amor sem souto à vista

e segue do joio à sevícia da alegria ou
alegre porque joeirar é vetor de viço
de joelhos num fisgar de olhos
frente ao senhor
seu peixe (carlos maria?) carillo il
tuo gran cazzo all’anima
mi va