Posts

Showing posts from September, 2008

portopoesia, o retorno

Image
confira toda a programação em http//:www.portopoesia2.blogspot.com

à margem de outras coisas 2

entornei pelo rasgo pelo fracasso da desrazão
com meu lenho no encalço de estranhos
compatriotas enracinados em lugar torpe
e vão de vale em vau onde
quem menos prova mais dobra
a nota e a vaga onda
visgo de amolações que orlam nonada
e marolam no estreito
por nenhuma coisa rusgam pactários
sugam a niilina do néctar enquanto néscios
roem unha desabam
um abanar de nasos e de ossos
nos cantos
o sôfrego da fala
menoscabo que tanto desdiz
e grunha
no convencimento de idéias frustres
perfazendo o inintelecto a arder
adrede com asma de sentidos
pensos de lustres cuja luz é tão densa
que tomba em rede — murciélago
que se debate em delgado véu — a custo
alcançam dar cabo ao que pensam
mais breve cair
no ensimesmo de miasmas de enfado
ao menos fix
os ficam libertos do dissenso

***

entornei sem retorno pelo rasgo pelo
fracasso da desrazão
enxuguei o frasco
com meu lenho no encalço de estranhos
compatriotas enracinados em lugar torpe

e vão de vale em vau onde
quem menos prova mais dobra
a nota e a vaga onda

visgo de amolações que …

prisma sonoro: do sertão ao porto

Image
O título do novo CD do cantor e compositor Tom Gil, Do sertão ao porto, resume um pouco de sua trajetória vivencial e musical. A sonoridade, as referências e as parcerias que passam pelo mixer de Do sertão ao porto, traduzem esteticamente um percurso cuja origem está em Várzea Alegre, interior do Ceará, e o lugar de chegada, por um feliz acaso, em Porto Alegre. Ouça-se o qualificativo “alegre” ligando esses dois pontos. Ou não.
Mas, Tom Gil poderia ter aportado em qualquer outra megacidade, pois é isso que representa o “porto” no desbravamento do seu prisma sonoro: lugar de amplas transações poético-musicais. “O aeroporto em frente me dá lições de partir”, diz um poema de Manuel Bandeira. Tom Gil aprende também a partir e abandonar. Mas, desde o ponto extremo do porto, reconhece a importância da memória.
Em Do sertão ao porto, curtimos o cantor cujo timbre todo especial tem tanto de sarcasmo quanto de malandra fragilidade. Tom Gil, o zabumbeiro zombeteiro e o compositor de grandes bala…

inventar problemas novos

Uma pergunta que nasce com o alto modernismo e chega até o nosso momento, é a seguinte: afinal, o que é poesia? Na verdade, a poesia que realmente importa não escapa ou jamais escapou a essa indagação, ou seja, ela se constrói, mesmo, a partir dos destroços dessa e de outras certezas. Por sua vez, algumas vozes da poética atual, por preferirem dar as costas aos seus dilemas elogiando o “poema com poesia” (como assim?) em prejuízo daquilo que eles chamam de “experimentalismo inconseqüente”, argumentam que qualquer poesia é melhor do que a não-poesia. A contemporaneidade, talvez como reação à extrema negatividade crítica presente nas idéias de meados do século 20, apresenta uma forte tendência para a mediocridade afirmativa; a tolerância em tom pastel.
A arte contemporânea, por exemplo, avança com mais coragem no terreno da anti-arte. Não se pode afirmar se os cacos de um copo sobre uma mesa branca representam um objeto de arte ou não. Em fim de contas, fica a cargo do observado…

ricardo o bardo no mafuá

Image
eu e o outro poET, ricardo silvestrin

PALAVRARIA – LIVRARIA-CAFÉ
CONVIDA PARA

MAFUÁ DE MALUNGO:

Bate-papo entre Ronald Augusto e Ricardo Silvestrin
10 de setembro de 2008, quarta-feira, das 19h às 21h
Na Palavraria – Livraria-Café



Ricardo Silvestrin é poeta, contista, cronista, ensaísta e músico. Lançou 11 livros. Os mais recentes são O Menos Vendido (poesia, editora Nankin, SP, 2006), Play (contos, editora Record, RJ, 2008), ex,Peri,mental (poesia, editora ameopoema, Poa, 2004) e É tudo invenção (infantil, poesia, editora Ática, SP, 2003). Foi três vezes prêmio Açorianos e também prêmio do Encontro Brasileiro de Haicai. Integra a banda os poETs, que lançou o cd Música Legal com Letra Bacana (gravadora YB, SP, 2005). É editor da ameopoema. Tem uma coluna no Segundo Caderno do jornal Zero Hora. Apresenta diariamente na Ipanema FM o programa Transmissão de Pensamento. Faz parte da Antologia Mundial de Haicai, Frogpond, editada pela Hayku Society of América, USA. Site: http://www.ricardosilves…