à margem de outras coisas 2

entornei pelo rasgo pelo fracasso da desrazão
com meu lenho no encalço de estranhos
compatriotas enracinados em lugar torpe
e vão de vale em vau onde
quem menos prova mais dobra
a nota e a vaga onda
visgo de amolações que orlam nonada
e marolam no estreito
por nenhuma coisa rusgam pactários
sugam a niilina do néctar enquanto néscios
roem unha desabam
um abanar de nasos e de ossos
nos cantos
o sôfrego da fala
menoscabo que tanto desdiz
e grunha
no convencimento de idéias frustres
perfazendo o inintelecto a arder
adrede com asma de sentidos
pensos de lustres cuja luz é tão densa
que tomba em rede — murciélago
que se debate em delgado véu — a custo
alcançam dar cabo ao que pensam
mais breve cair
no ensimesmo de miasmas de enfado
ao menos fix

os ficam libertos do dissenso

***

entornei sem retorno pelo rasgo pelo
fracasso da desrazão
enxuguei o frasco
com meu lenho no encalço de estranhos
compatriotas enracinados em lugar torpe

e vão de vale em vau onde
quem menos prova mais dobra
a nota e a vaga onda

visgo de amolações que orlam nonada
e marolam no estreito
por nenhuma coisa rusgam pactários
sugam a niilina do néctar enquanto néscios
roem unha desabam
um abanar de nasos e de ossos

nas entranhas
o sôfrego da fala
menoscabo que tanto desdiz
e grunha
no convencimento de idéias frustres
perfazendo o inintelecto a arder
adrede com essa asma de sentidos

pensos de lustres cujo lume é tão espesso
que tomba em rede — murciélago
que se debate em delgado véu — a custo
alcançam dar cabo ao que pensam
mais breve inscrever-se
no ensimesmo de miasmas de
enfado porque
fixos ao menos ficam libertos do dissenso

Comments

Popular Posts