Viva Ávila / um poema de 1992

se for para a irmandade do idôneo
se for para dobrar a margem do logro
forca para a signagem do anômalo

sofreu para sulcar a margem bem pouco
foi-se para o bembom do acordo
à força e a torto como convém a

uns por nosotros

Comments

Popular Posts