vida contemplativa



O cinema mudo estabeleceu a pedra mais filosofal que fundamental da gramática cinematográfica calcada na narrativa visual. Para Alfred Hichtcock (acima, fotograma de um dos seus filmes) o exemplo de cinema ruim seria o filme que mostra personagens falando, ao contrário do cinema bom, que seria aquele em que vemos os personagens pensando.

Comments

Interessantíssimo esta busca da valoração do pensar, do imaginário,faz com que cada um busque suas próprias reflexões através do recurso imagético.
Seria bacana apresentar para os jovens acadêmicos muito mais este tipo de material, principalmente para os atuantes no campo da História, Letras, Filosofia...

Popular Posts