nepotismo!


Amaralina Dinka, minha filha caçula de 11 anos, escreveu seu primeiro poema e me pediu para publicá-lo aqui no blog. Ela quer receber críticas e comentários.


A MOCINHA FELIZ

Eu acordei bem sapeca
Parecendo uma peteca
Fui direto pra cozinha
Tomar meu café na caneca

Na escola eu aprendi
A multiplicar
No recreio fui brincar

Cheguei em casa
Subi a escada
Escorreguei,
Caí no chão
Mas não chorei

Na hora de jantar
Tomei meu chá

Na minha janela
Vi uma mulher tagarela.

Comments

paulo de toledo said…
Primeiramente, queria dizer que ela é muito lindinha. Puxou a mãe, certamente :^) Quanto ao poema, ele é melhor do que a maioria do que lemos em revistas literárias espalhadas por aí.
Beijos na Amaralina e abraços no pai coruja.
Cândido Rolim said…
beleza de poesiamenina. tom de mel na razão velha da poesia. mimo tenro da fala volante. pispiar de passarim, sem travo. e não foi atrás do aval do pai corujão. rsrsrsrsr. bj em todos
Cândido
JLM said…
11 anos e escreve poema? e é brasileira?

nem preciso elogiar, as estatísticas fazem isso por mim.

1 abraço
Tá no sangue de sua filha escrever poesias. Como é especial isso!!!

AbRs!


Marcos Seiter
como adultos, perdemos a vontade de brincar com as palavras, tudo isto, que é poesia em todo o sentido do termo. Não é bom ser-se demasiado sério.

Popular Posts